Eros e a loucura by Hang Ferrero


MasticadoresBrasil

 o peso do mundo:
 um transe etéreo,
 ouvido apático,
 onírico; no fundo. 

 hígidos monstros
 construídos bem ali,
 na distante terra
 dos fundamentos
 etílicos. 

 ora se libertam,
 heréticos, fumam
 e deliram,
 libertinos,
 frouxam as cordas
 de concreto. 

 ora, todos correm
 pra esquina:
 aparada, refratária
 e súbita. 

 ora, na virilha,
 até o ponto
 de arder
 e implorar amor. 

 ora se libertam,
 rosnam aquelas
 gargantas roucas,
 dos gárgulas
 das mãos doutas,
 inclinadas, às ilíacas. 

 ora… têm febre na cabeça do poeta.  

Ver o post original

Masticadores entrevista a Hang Ferrero


MasticadoresBrasil

Masticadores-¿Desde cuándo escribes? Puedes explicarlo en pocas líneas y en qué ciudad vives.

R: Acredito que isso já se dava na infância. Depois das aulas, no retorno pra casa, tinha que passar na praça que ficava no caminho e ali, desenhava as casas quinhentistas que avistava e depois, com as “obras” prontas, arriscava alguns traços pra elucidar as minhas impressões. Nasceu assim, a verve poética ( acho ).

Vivo em Itajaí, cidade portuária e litorânea do norte do Estado de Santa Catarina, região Sul do Brasil.

Masticadores-Consideras que en la actual Pandemia, la soledad influye en tu red de contactos y en la lectura (ya sea de libro físico o lectura digital) A tu juicio ¿Ha aumentado?

R: Sem dúvida. O isolamento social, ainda que apenas subentendido pela maioria da população, no que diz respeito à sua importância, trouxe como bônus, a oportunidade de estabelecer a procura pelo autoconhecimento e…

Ver o post original 324 mais palavras