Içar das brancas velas


sea-716479_640

Tenho uma relação de apreço ao silêncio. Nenhum lugar me mantém mais próximo do ” nirvana “, que o mar .

Barcos, areia, vila de pescadores, especialmente ; e o que toda essa atmosfera me proporciona, me aproximam do sagrado.O tempo aqui, é subjetivo e nada importa e faço “catarses funcionais” e me alimento disso ( e mais ). O colorido das canoas me provoca encantamento. A esmerada escolha das cores e os nomes de batismo: “Victória II” , “Conceição dos Mares”; bucólico, lúdico, mágico.

O artesão ( construtor) de canoas é o ” Rembrandt” do mar, ao meu ver, pro meu olhar. Assim, todo o meu respeito ao silêncio. Ali, no silêncio, meu sorriso bobo é rei!

Nem me esforço pra entender de onde vem isso. Sem expectativas da ciência e prefiro acreditar que foi por essa “estrada” que cheguei. Vim nadando…

Anúncios

6 comentários sobre “Içar das brancas velas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s