Um tantinho ou 2 de mim… ( entrevista concedida à Ordem dos Poetas do Brasil )


ordem

ORDEM ENTREVISTA

Entrevista concedida à poetisa Bia Girotto.

1-Quem é o poeta Hang Ferrero?...
Nascido em Laguna SC, aos 13/04/72 , berço da República Juliana , de Anita Garibaldi , dos casarios antigos , das águas por todos os lados e toda monta de seres do imaginário nativo ; acredita que por conta dessa atmosfera providencial , tenha alimentado a verve poética , como a um sacerdócio . Sem sofismas , é Hang Ferrero !

2-O que você acha fundamental ao poeta?
O olhar essencialmente interessado sobre todas as coisas simples .

3-Quais os fatores externos e internos que o levaram a escrever poesias?
Externos, a necessidade que sempre tive de manifestar leveza sobre a dureza que é a vida sob alguns aspectos .
Internos, a minha permanente inquietação em transformar o meio em que vivo em algo suportável .

4-Percebemos que suas poesias e prosas são constituídas por um vocabulário requintado que reage à ideias cordiais. Pode nos explicar como funciona esse processo?
Gosto do gosto! Percebo a vida assim…minha preocupação é partilhar o essencial, como a um sacerdócio. Reflexão ou obscurantismo? Poesia …

5-Por trabalhar na área da saúde e diariamente ter contato com as dores físicas e emocionais das pessoas, acredita que seu trabalho como poeta seja uma forma de proporcionar beleza a uma dura realidade social?
Certamente! Há 20 e tantos anos ainda vou ao trabalho como se estivesse indo a uma festa. A realidade da saúde no Brasil, conhecemos bem e em um ambiente onde as pessoas estão absolutamente vulneráveis, tenho por dever, usar das minhas expertises também, no alívio do sofrimento humano .

6-Percebemos que participa de diversos eventos em prol da poesia, quais são suas principais motivações?
A principal é a paixão! Dizem da poesia, especialmente, ser o “patinho feio da literatura”. Nada me causaria mais constrangimento que aceitar essa afirmação. Por isso, transito em toda e qualquer oportunidade ( quisera tivesse mais tempo ) para provar o contrário. Até em shows de rock’nroll, levo poesia à moçada para explicar que o gênero sempre caminhou de mãos dadas com a poesia. E não fico surpreso quando vejo ” olhinhos brilhantes ” na minha direção. Coisa bem boa!

7-Participa de algum projeto social que esteja interligado à propagação da literatura?
Sou co-fundador de um grupo chamado de “Verbo & Maresia”, onde discutimos em encontro mensal, literatura, à exaustão. Hoje, somos 70 membros. A ideia é conceber mecanismos para novos escritores ( vem funcionando perfeitamente ). Além de intervenções no  Bazar Itinerante, Greenporium , B.O.I. ( bandas organizadas independentes ) e outros encontros multiculturais onde contribuo ativamente em prol de toda arte, no sentido de resgate da poesia e sua história . Também de bazares e feiras literárias, além de apresentações no estilo “stand up poético” em escolas municipais e afins .

8-Qual sua opinião sobre a poesia publicada nas redes sociais?
Tenho particular dificuldade com tecnologia, porém não temos mais como recuar, então, faço esforço racional para compreender . Mas já percebi, como uma notícia alvissareira , que nas redes sociais , democratizamos a poesia, como ar para respirar. Oba!

9-Percebemos que o seu trabalho abrange diversos temas, quais são os que mais lhe inspiram?
A rudeza, a loucura, a “cegueira intelectual ” e todas as outras naturezas. Ah! O amor, claro, sempre ele…

10-Qual sua opinião sobre a inspiração no processo de criação?
Tenho um certo receio em relação a fragilidade da minha sanidade. Estou hoje, vejo, dentro da poesia. Então, inspiração para mim, é “enxergar” a totalidade de possibilidades que as coisas nos oferecem. Se precisasse do “caboclo escrevedor” o tempo todo, estaria perdido, embora me utilize “dele” de vez em quando.

11-O poeta Hang Ferrero foi influenciado por algum escritor, poeta, filósofo, etc.?
Por todos eles! De Waly Salomão, Mário de Andrade , Cruz e Souza e até ao velhinho do boteco que tocava violão no bar que meu pai frequentava.

12-Poderia deixar uma mensagem motivadora para os poetas iniciantes?
Por favor, não endureçam suas ideias, elas não estão aí por outra razão , senão a de transformar tudo a sua volta. Orgulhem-sende vossa poesia! Nada mais bonito quando se é verdade …

13-Fale tudo que desejar sobre a poesia.
Sobre a poesia? Da vida, na vida e para ela. Não me sinto confortável na condição de mero espectador .

Anúncios

20 comentários sobre “Um tantinho ou 2 de mim… ( entrevista concedida à Ordem dos Poetas do Brasil )

  1. Uma entrevista divertida e descontraída, como se fosse não um chá na ABL, mas um papo de botequim. Ou seja, onde realmente brota a literatura, não a literatice. Em resumo, exatamente como deve ser. Parabéns!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Parabéns!
    O seu blog, as suas publicações, os sentimentos que transmite, é maravilhoso estar aqui é poder fazer parte dessa transmissão das duas palavras para o mundo!
    Você merece todos os parabéns do mundo, que continue trilhando um caminho abençoado e iluminado!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s