O artífice


old-brickyard-248631_960_720
nada sobra
quando o vaso quebra
da galhardia fresca
das suas flores
à olfativa beligerança
dos seres e sua cores
nada sobra
nada sobra
do barro à terra
nem os motivos
do artesão
dos olhos marejados
à sua arte
nem o intento
da rebuscada parte
é o que lhe sobra :
nada sobra

 

Anúncios

8 comentários sobre “O artífice

  1. Pingback: Minha poesia virou clipe!! #Análise Poética | Rodízio Boss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s