A pesca


netting-786406_960_720

despedem-se aos pedaços
as mulheres incertas do mar
jangadas, bateras e canoas
em fins de se “despedaçar”
benditas preces milagreiras
pros bravos pescadores “vortá”
e a madrugada se alongando
denunciando o fardo, a trovoar
as velas, as flores, a cheirar
as mãos unidas e o fogo
pra fé acalentar
Iemanjá, Odoyá, Odoyá

Anúncios

11 comentários sobre “A pesca

  1. E quando a prosa com os pescadores rolar,ficarei até anoitecer,lá terá histórias antigas de ouvir a beira dos rios dá para se ter uma idéia enquanto a lua se banha, os pescadores em sua face cansada com as marcas do tempo,é ter em suas linhas o canto dos ventos.O sabiá ainda dorme mais as cobras não,o pescador ainda canta enquanto não dorme no chão. 😀

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s